Notícias

Como obter um bom resultado com a cirurgia plástica?

22/05/2015    14:00

  1. Escolher uma equipe médica e clínicas e hospital de alto nível
  2. Ter motivações e expectativas realistas
  3. Estar em boa forma física e psicológica no momento da cirurgia
  4. Entender os riscos
  5. Dar tempo a si mesmo para tomar a decisão. Não decidir por impulso
  6. Estar extremamente bem informada sobre o procedimento desejado
  7. Seguir as orientações da equipe médica rigorosamente
  8. Contar com a ajuda da família ou profissional durante a recuperação
  9. Evitar pressão financeira
  10. Melhorar seu estilo de vida: comer melhor, fazer exercícios

Situações que contraindicam a cirurgia estética:

  • Expectativas não realistas, quando o paciente acreditar que a cirurgia trará resultados milagrosos e/ou a perfeição. É importante perceber que o objetivo da cirurgia plástica é melhorar a aparência de uma determinada região do corpo, sendo que não é possível obter a perfeição. Isto é especialmente verdadeiro no caso de consertos de cirurgias prévias mal sucedidas.
  • Achar que você tem problema em uma região e ninguém concordar com isso. Ter uma percepção de uma anormalidade que outras pessoas não veem. Isso pode indicar dimorfismo corpóreo, que aparece em 5% dos pacientes que procuram a cirurgia plástica. Em casos de rinoplastia, esta porcentagem pode chegar a 20%.
  • Depressão e/ou problemas psicológicos. A cirurgia plástica não resolve estes problemas, apenas gera um bem-estar que pode durar alguns meses. Após este período, os sintomas costumam voltar. É indicado curar a depressão antes de submeter-se à cirurgia.
  • Resolver uma crise de relacionamento. A cirurgia plástica não resolve problemas interpessoais e deve ser feita no momento em que a vida emocional do paciente estiver estável.
  • Fazer cirurgia devido à pressão externa. A regra mais básica é fazer cirurgia estética para você e não para agradar o namorado, a mãe ou quem quer que seja.
  • Alto risco cirúrgico, quando o paciente possuir alguma doença que torne a anestesia e a cirurgia muito arriscados.
Permaneceu com dúvidas? Agende uma consulta com nossa equipe.